quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Vila Santa 1992

O vinho é um livro vivo. O que se bebe hoje é diferente do que poderia ter sido bebido há um ano e daquele idêntico guardado para daqui a uns anos. Quando só se tem uma garrafa apenas se conhece o vinho dum momento e não o vinho que nela vive, pois para isso seria preciso tê-lo bebido desde a sua infância e guardá-lo e bebê-lo a espaços até que se revelasse apenas senil, época em que se saberia ter passado para o outro mundo. Conhecer um vinho é tê-lo bebido muitas vezes e ter dele memórias.
Infelizmente, julgo não ter de nenhum vinho um vínculo que me permita ter essa perspectiva, mas uma garrafa que me trouxeram fez-me pensar: O que terá sido este vinho no ano em que saíu para a rua? Não arriscaria muito se apostasse como o terei bebido. Porém, à data não fazia apontamentos... infelicidades que agora lamento.
O que posso agora dizer deste vinho tinto? Que estava belíssimo, em boa forma e que bom prazer me deu. Muito elegante e macio.

Região: Regional Alentejano
Produtor: J. Portugal Ramos
Teor alcoólico: 13%
Nota: 6/10

5 comentários:

Copo de 3 disse...

De 1992 ??? Pensei que o primeiro fosse de 1997, e ainda com rótulo diferente pois foi o ano em que o Engº Portugal Ramos estabeleceu a adega em Estremoz...

João Barbosa disse...

Mas é verdade, de 1992!

Copo de 3 disse...

Seriam esses os que eram vendidos no Pingo Doce ? Com um rótulo assim a dar para o alto ?

João Barbosa disse...

Pois... não sei onde eram vendidos. A dita botelha foi-me trazida por uma amiga que a soube guardar e a quis abrir comigo (é uma querida), não sei onde a comprou. Quanto ao rótulo, parece-me em tudo idêntica às actuais. Vou ver se ainda a lá tenho, se não seguiu para o ecoponto, e lhe tiro uma fotografia para a pôr aqui e assim se toparem melhor as diferenças face ao actual modelo.

P.Rosendo disse...

O rótulo mantém-se, a garrafa também só o vinho é que não.
Belo vinho o de 1992, na altura nem era nada caro e estava ao nivel do melhor que se fazia no Alentejo. Tenho-o bem na memória. Sim ainda se vendem no Pingo Doce mas não o de 92.