segunda-feira, Janeiro 28, 2013

Conde de Vimioso Espumante Extrabruto 2009

Ora aqui está um vinho que não fui à bola! É bem feito, pois outra coisa não seria de esperar de João Portugal Ramos e sua equipa, mas não aqueceu nem arrefeceu. Encolhi os ombros e digo: nã…
.
Se por um lado não surpreende no nariz, mostra-se mais interessante na boca, exceptuando um pormenor, que, por acaso, é um pormaior: a borbulhagem… Parece sais de frutos, tudo aos saltos, bolhas empertigadas.
.
Não… a este não posso dar grande nota, embora lhe atribua uma positiva… isto de dar notas a vinhos de grandes enólogos põe-me numa posição pretensiosa, em bicos de pés… mas se tenho a ousadia de blogar…
.
No nariz mostra algum mel, massa de pão e um ramalhete suave (flores que não sei). Na boca, apesar de Extra Bruto, tem frescura, sente-se entre o mel e o metálico. A borbulhagem é que, francamente… não!
.
.
.
Origem: Tejo
Produtor: Falua
Nota: 3,5/10
.
Nota: Este vinho foi enviado para prova pelo produtor.

Sem comentários: