quarta-feira, Novembro 03, 2010

Casal Figueira António Vinhas Velhas 2009

Já muita gente elogiou o talento e a mestria de António Carvalho, que partiu jovem. Fica este texto como mais uma homenagem ao enólogo e produtor, pessoa que nunca conheci pessoalmente e que, pelo que me foi dado a conhecer através de outros, merece muita estima.
.
Perdida a propriedade em A-dos-Cunhados foi preciso encontrar novo poiso. A escolha recaiu numa propriedade na Serra de Montejunto. A morte prematura fez a família repensar a vida e Marta, a mulher, acabou por decidir avançar para o mundo dos vinhos. Esta homenagem, assinalada simplesmente com o nome próprio do homem que foi a alma do Casal Figueira, faz justiça ao trabalho e empenho.
.
Nasceu de vinhas velhas da casta vital, bem tradicional, portanto. Este vinho lembra-me muita coisa… e não é coisa simples. Memórias do campo, que conheci longe de Lisboa? Não! Viagens de estudo no liceu… ou por essa época… pelos arredores da capital. Campo, sim. Nos aromas rústicos.
.
No nariz revelou pedra, ervas em vias de amarelecerem, flores (que não consigo identificar), pão… na boca mostrou-se complexo, não desiludindo o que apresentou no olfacto. Conseguiu, simultaneamente, ser doce e seco… rebuçado na entrada, seco e minérico à saída. Final médio longo e de bela acidez.
.
.
.
.
Origem: Regional Lisboa
Produtor: Casal Figueira
Nota: 7,5/10

terça-feira, Novembro 02, 2010

Quinta das Bágeiras Garrafeira Branco 2008

Mário Sérgio Alves Nuno é um produtor fixe! Simpático e acessível, emana simpatia. Assim são os seus vinhos: felizes. Este garrafeira é um vinhaço, para beber já ou guardar mais uns anos. Gosto dos Bairradas com tempo.
.
Um vinho desalinhado com muito do que se anda a fazer pelo país. A tradição vale o que vale e não é, só por si, sinónimo de qualidade. Neste caso é uma mais-valia. Reconcilia o paladar com algumas memórias.
.
No nariz evoca muito a madeira nas suas nuances, com finura de aroma de adega. Na boca mostra-se fresco e escorregadio mas exigindo vagares. Boa acidez.
.
.
.
Origem: Bairrada
Produtor: Quinta das Bágeiras
Nota: 7,5/10
.
Nota: Este vinho foi enviado para prova pelo produtor.

segunda-feira, Novembro 01, 2010

Bétula 2009

O perfil é uma continuação da vindima anterior, mas eventualmente menos forte na fruta. Nota-se uma finura de fumo e outra de baunilha. O mineral da região também presente. Fica-se bem, sim senhor, com este viognier mais sauvignon blanc.
.
Afirmo mais uma vez aqui que me irrita a presença de castas estrangeiras no Douro. Se ainda viesse daí algo de extraordinário… neste caso, o resultado é feliz, mas não extraordinário. Excelente, sim. Vale no marketing, certamente… pela suposta novidade. Excelente, sim senhor. Mas excelentes até que há alguns no Douro.
.
.
.
Origem: Regional Duriense
Produtor: Quinta do Torgal
Nota: 7/10
.
Nota: Este vinho foi enviado para prova pelo produtor.