sábado, Maio 09, 2009

Casa Santos Lima Moscatel 2008

Apaixonei-me por este vinho mal o provei. Muito delicado, diria feminino, sem não me interpretarem o termo como de machismo.
.
Tem aromas e notas típicas do moscatel, mas vai mais além. Muito floral, onde abundam as rosas, este branco desafia por não ser, em absoluto, um moscatel.
.
.
.
Origem: Regional Ribatejano
Produtor: Casa Santos Lima
Nota: 6,5/10

Ypsilon 2006 (tinto)

Andava a apetecer-me algo de diferente, que fugisse à regra das minhas regiões preferidas. Entrei na casa onde habitualmente me abasteço e tirei uma garrafa de Ypsilon.
.
Puxei-a por dois motivos, um deles não objectivo. O lógico foi o apetite por diferenciado e o subjectivo a vestimenta da garrafa.
.
Pedi conselho e responderam-me afirmativamente. Confio sempre na opinião do senhor Arlindo Santos.
.
É um vinho que não é o típico português, embora não seja o rosto dos internacionais. Algo a meio do caminho. Muito fácil, elegante, guloso, com bom corpo. Aroma a frutos pretos e levemente floral. Quanto a paladar deu-me a sensação de algum cacau e a ginja.
.
Levei-o à boca com fetuccini de pesto e alheira de caça grelhada. Gostei muito da combinação e do jantar. Mas quanto a esta última parte, guardo-a para mim, que o assunto é privado.
.
.
.
Origem: Regional Algarve
Produtor: Algra
Nota: 7,5/10